segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Túneis - Roderick Gordon e Brian Williams



























  "Para Will, el pasado era mucho más agradable que la cruda realidad del presente."
    ======
  Will é bastante diferente do restante dos garotos de seu bairro; seu gosto peculiar por cavar túneis, e sua aparência diferente o afastavam do restante de seus colegas. Porém, durante uma escavação com seu único
amigo Chester, algo peculiar é encontrado, a entrada de uma câmara subterrânea totalmente desconhecida.
  Seu pai, assim como Will, é fascinado por história e escavações, contudo, esse amor que o Dr. Burrows sente por seus achados o está afastando pouco a pouco de sua família e o aproximando do que pode ser o maior achado arqueológico de toda a história da humanidade. Será que seu coração será realmente capaz de decidir qual caminho deve seguir?
    ======
  Logo atrás da edição em espanhol do livro existe uma nota onde se diz " ...el editor que descubrió a Harry Potter". Após ler esse trecho, fiquei pensativo sobre o que esse livro poderia me trazer de novo, por isso decidi finalmente comprá-lo. 
  De início fiquei um pouco triste pela narrativa em terceira pessoa, porém aos poucos fui percebendo o quanto ela era necessária para o desenrolar da trama - carregada de suspense desde o princípio - que me prendeu de uma forma que poucos livros foram capazes de fazer, como por exemplo Através do Universo e Reiniciados.
 A história criada por Roderick Gordon e Brian Williams me fascinou do início ao fim, fui capaz de sentir todos os sentimentos dos personagens e toda a sua aflição durante o desenvolvimento dos mistérios, e o final foi fascinante, o que me deixou muito ansioso para ler sua continuação.
  
 







Nenhum comentário:

Postar um comentário